Clique e assine com 88% de desconto

Macaco de nariz arrebitado é flagrado pela primeira vez

Cientistas divulgam primeira foto da espécie recém-descoberta

Por Da Redação - Atualizado em 6 maio 2016, 16h29 - Publicado em 26 jul 2012, 13h13

Pesquisadores chineses divulgaram as primeiras evidências de uma população de macacos descoberta há dois anos. As imagens dos Rhinopithecus strykeri, conhecidos como macacos de nariz arrebitado, foram tiradas na China. Até então, acreditava-se que a espécie vivia isolada no noroeste de Mianmar. As fotografias foram publicadas no periódico American Journal of Primatology.

A espécie foi descoberta por uma equipe liderada por Ngwe Lwin, da Associação de Conservação da Biodiversidade de Mianmar, e descrita por Thomas Geissman no American Journal of Primatology em outubro de 2010.

Macho de macaco-de-nariz-arrebitado (Rhinopithecus strykeri)

O Rhinopithecus strykeri tem pelos negros por quase todo o corpo, com manchas brancas nas orelhas. A cauda longa tem quase o dobro do seu tamanho. Acredita-se que eles não passem de 100 indivíduos.

O nome dado à espécie é uma homenagem a Jon Stryker, presidente da Fundação Arcus, que apoiou o projeto inicial de identificação do macaco.

Publicidade

Os macacos são alvos fáceis de caçadores em dias de chuva – por terem os narizes arrebitados, espirram muito nestes dias. Os esforços para a preservação da espécie vão abranger não só políticas conservacionistas da China e de Mianmar, como também da comunidade internacional, segundo os pesquisadores.

Publicidade