Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Lançamento de novo satélite brasileiro é adiado por 24 horas

Problemas técnicos no centro espacial russo levaram à postergação: nova tentativa ocorrerá na madrugada de domingo

Por Da Redação Atualizado em 25 mar 2021, 21h52 - Publicado em 20 mar 2021, 09h27

O lançamento do nanossatélite brasileiro NanoSatC-Br2, programado para ocorrer na madrugada deste sábado, foi adiado por 24 horas devido a problemas técnicos no centro espacial russo no Cazaquistão, de onde tradicionalmente partem os foguetes Soyuz. Nova tentativa será feita na madrugada deste domingo, às 03h07 do horário de Brasília. 

Desenvolvido por meio de parceria entre o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) que recentemente colocou em órbita o Amazônia 1, primeiro satélite de monitoramento brasileiro −, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, a Coordenação Espacial do Sul (COESU) e a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), o NanoSatC-Br2 tem como missão estudar distúrbios na atmosfera no Atlântico Sul.

A denominação “nano” dada ao equipamento é apropriada: em formato de paralelepípedo, o satélite tem dimensões de apenas 10 x 10 x 22 cm, não muito maior do que uma caixa de sapatos. Ele faz parte do projeto de desenvolvimento de missões espaciais com foco científico, tecnológico e educacional. Satélites desta categoria são chamados também de “universitários”, pois são feitos por professores e alunos de cursos de engenharia, tecnologia e ciências aeroespaciais.

Plataformas diminutas e padronizadas deste tipo são mais baratas, não exigem qualificação complexa e são de rápido desenvolvimento. Suas aplicações no Brasil têm sido, principalmente, com foco em pesquisa e capacitação. O NanoSatC-Br2 é o segundo nanossatélite científico universitário brasileiro (o primeiro foi ao espaço em 2014). Ele será lançado junto com outros 37 satélites, de 18 países, e deverá ficar na baixa órbita da Terra, a cerca de 600 quilômetros de altitude. A operação pode ser vista por este link: YOUTUBE.COM/MCTIC/LIVE​

Atualização: Segundo informe do ministro Marcos Pontes, do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações, o lançamento foi novamente adiado. Segue nota oficial: “O lançamento do nosso NanoSatC-Br2 está previsto agora para 22 de março às 3h07 do horário de Brasília (madrugada de domingo para segunda). Em um novo comunicado emitido hoje, a Roscosmos  [agência espacial russa] reportou que uma falha técnica foi detectada durante os testes do veículo lançador Soyuz-2.1a no Cosmódromo de Baikonur na manhã de 20 de março de 2021. Após a análise dos reportes por parte das equipes técnicas, os membros da comissão optaram por reagendar o lançamento para 22 de março de 2021 mantendo o mesmo horário inicial”.

Continua após a publicidade

Publicidade