Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Elefantes ficam presos em lago feito por bomba

Animais ficaram atolados em lago artificial no Camboja aberto por explosivo utilizado no conflito; resgate mobilizou moradores e autoridades da região

Onze elefantes asiáticos ficaram presos em um lago de lama no Camboja neste fim de semana. Eles atolaram ao irem se banhar e beber água no reservatório localizado no Santuário Keo Seima de Vida Selvagem, na província de Mondulkiri, no leste do país.

O lago artificial foi aberto por uma bomba da Guerra do Vietnã (1955-1975) e alargado por fazendeiros locais para armazenar água. Os animais que estavam presos foram encontrados pelos agricultores da região. Eles logo contataram as autoridades locais, a Wildlife Conservation Society (WCS) — ONG que administra reservas de vida selvagem ao redor do mundo — e a Elephant Livelihood Initiative Environment (ELIE), que cuida dos elefantes de Mondulkiri.

“Se a comunidade não tivesse se reunido com a WCS, a ELIE e o Departamento de Meio Ambiente para resgatar esses elefantes, isso teria sido uma tragédia”, disse Tan Setha, técnico da WCS para a área, em comunicado. “Esse rebanho consistia de três fêmeas adultas e oito jovens de várias idades, incluindo um macho que tinha quase atingido a maturidade. Estes elefantes representam uma parte importante da população reprodutora do santuário e sua perda teria sido um grande golpe para a conservação.”

Com a ajuda da comunidade e órgãos responsáveis, o lago foi irrigado para facilitar a saída dos animais. Quase todos conseguiram sair sozinhos, mas um acabou ficando para trás.  Os voluntários, então, tiveram que puxá-lo com o auxílio de cordas. O resgate foi bem sucedido e todos foram alimentados.

“Este é um grande exemplo de todos trabalhando juntos no Camboja para salvar a vida selvagem”, disse Ross Sinclair, diretor da WCS, em comunicado. “Muitas vezes as histórias em torno da conservação são sobre conflito e fracasso, mas este é um sobre cooperação e sucesso. Que o último elefante a ser resgatado precisava que todos o puxassem juntos é simbólico e representa como temos de trabalhar em conjunto para a preservação”, acrescentou.

O santuário Keo Seima é um dos principais habitats de elefantes asiáticos em Camboja e também abriga outras populações importantes dos animais selvagens, que incluem tigres e primatas.

Veja o restante do resgate:

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Beto Carvalho

    Boa notícia, em meio a tantas ruins.

    Curtir