Clique e assine a partir de 9,90/mês

Golfinhos usam toxina liberada por peixe como um tipo de droga

Comportamento foi flagrado por câmeras camufladas durante gravação de um documentário da BBC

Por Da Redação - Atualizado em 6 maio 2016, 16h15 - Publicado em 31 dez 2013, 16h08

Câmeras movidas por controle remoto, disfarçadas de tartarugas marinhas ou de peixes, captaram um novo comportamento entre jovens golfinhos: utilizar uma substância liberada por uma espécie de tetraodontídeo (conhecido como baiacu ou peixe-balão) como um tipo de entorpecente. Imagens feitas pelas câmeras mostram os animais passando o peixe uns para os outros, e agindo de forma estranha em seguida.

A toxina liberada por esses peixes pode ser mortal em quantidades elevadas, mas os golfinhos parecem ter descoberto uma forma de fazer a presa liberar apenas a quantidade necessária para produzir o efeito narcótico.

Rob Pilley, zoológo que acompanhava a equipe, disse ao jornal inglês The Sunday Times que, após ingerir a substância, os animais apresentam um comportamento peculiar, flutuando com o bico na superfície da água, como se estivessem fascinados com o próprio reflexo. Esse comportamento foi capturado pelos produtores de um documentário da BBC, Dolphins – Spy in the Pod, que tem a estreia prevista para 2 de janeiro.

Leia mais:

Continua após a publicidade

Estudo mostra que golfinhos se chamam pelo “nome”

Golfinhos podem ter a memória mais duradoura depois dos humanos

Publicidade