Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Existe moral sem Deus?

Estudo joga novas luzes sobre o debate das relações entre valores humanos e fé

O mais novo e ambicioso estudo destinado a analisar cientificamente o papel religião na história começa a dar seus primeiros passos este mês na Grã-Bretanha. À frente de uma equipe de pesquisadores, o psicólogo evolucionista inglês Robin Dunbar, professor da Universidade de Oxford – que se notabilizou duas décadas atrás por seus trabalhos relacionados ao comportamento animal –, pretende testar uma hipótese nada mística: a de que a religião teve influência decisiva na formação das comunidades humanas. “Estamos querendo descobrir como os seres humanos fizeram para conseguir criar grupos tão grandes – e nos ocorreu que a religião provavelmente fez parte disso”, explicou Dunbar a VEJA. Como os valores e deveres só se mostraram indispensáveis a partir do advento da vida comunitária, o trabalho do psicólogo inglês vem iluminar um debate que cada vez mais inflama as relações entre crentes e ateus: a moralidade pode prescindir da existência de Deus?

(Com reportagem de Fernanda Allegretti)

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Brasileiro Apavorado

    “Nos ocorreu que a religião provavelmente faz parte disso” hahaha
    Já sei onde eles querem chegar!

    Curtir

  2. Tio Do lanche

    Os dois não são antagonico, mas complementares….

    Curtir

  3. Carlos Ebert

    Já entendi onde querem chegar. Esses crentes não desistem de tentar validar suas crenças pela ciência. Como eles mesmo dizer: “O fim está próximo”… 🙂

    Curtir

  4. Brian Jeremias

    “Estamos querendo descobrir como os seres humanos fizeram para conseguir criar grupos tão grandes – e nos ocorreu que a religião provavelmente fez parte disso”, explicou Dunbar a VEJA.

    Ora ora temos um Xeroque Holmes aqui

    “Estamos querendo descobrir como os seres humanos fizeram para conseguir criar grupos tão grandes – e nos ocorreu que a religião provavelmente fez parte disso”, explicou Dunbar a VEJA.

    Ora ora temos um Xeroque Holmes aqui

    Curtir

  5. Desde que Caim foi dominado pela ira e matou Abel, a humanidade sabe como é difícil a convivência em grupos, mas, a sobrevivência fala mais alto, e juntos fica mais fácil. Os mais espertinhos sempre souberam como ter uma vida melhor, e assim é desde os tempos imemoriais, com reis-deuses, sacerdotes divinos, escribas gananciosos, etc. etc e etc. Assim caminha a humanidade, rsrs. Ansiosa pela chegada de minha veja digital amanhã. Essa edição promete!

    Curtir

  6. Robson La Luna Di Cola

    Quando li que o autor da pesquisa era um psicólogo evolucionista, parei de ler a reportagem. Pois se ele é descendente de macacos, eu fui feito à imagem e semelhança de Deus. Sobre moralidade, somente um ser transcendente pode nos dizer aquilo que é certo, e aquilo que é errado. Caso contrário será questão de pura opinião. Outra coisa: a ciência nos diz COMO. as coisas acontecem. A religião nos explica PORQUE as coisas acontecem. Entenderam?

    Curtir

  7. Robson La Luna Di Cola

    Ateusinhos, a Ciência também possui pressupostos indemonstráveis. Querem uma lista? kkk

    Curtir

  8. Paulo Bandarra

    Não tem nada com religião mas com capacidade de comunicação, que animais não possuem.

    Curtir

  9. Paulo Bandarra

    Existe moral com um deus que perdoa tudo? E não cansa de perdoar?

    Curtir

  10. Sobre a questão no final, acredito que sim. A religião pode ter contribuído no passado, mas acredito que hoje a educação se da a partir da ética que independe do sagrado. Meus conhecidos ateus são a prova.

    Curtir