Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Estudo: respostas demoradas soam como mentiras

Com base nos resultados, pesquisadores apontam necessidade de se tomar cuidado com julgamentos precoces

Por Sabrina Brito Atualizado em 16 fev 2021, 14h18 - Publicado em 16 fev 2021, 14h00

Uma nova pesquisa revelou que a velocidade com a qual uma pessoa responde a uma pergunta pode influenciar a forma como a fala é recebida. De acordo com o estudo, respostas demoradas têm maiores chances de serem interpretadas como mentiras porque o interlocutor associa a lentidão a uma tentativa de inventar uma resposta falsa.

A pesquisa foi feita com base em quatro experimentos, realizados com a participação de 7,5 mil indivíduos dos Estados Unidos, Reino Unido e França. Em um dos testes, os voluntários assistiram a vídeos de um interrogatório policial em que um ator era acusado de roubar dinheiro de seu escritório.

O vídeo possuía duas versões: na primeira, o suspeito negava a acusação imediatamente; na segunda, ele esperava cerca de cinco segundos para negar. O resultado: no primeiro vídeo, os participantes consideraram o suspeito culpado 40% das vezes; no segundo, 73%. De acordo com os cientistas, essa tendência foi constatada nos quatro experimentos.

Assim, conclui-se que, ao menos aos olhos do público, respostas demoradas podem ser prejudiciais quanto à confiabilidade do interlocutor. Os pesquisadores alertam ainda que é preciso tomar cuidado com julgamentos precipitados – afinal, uma resposta lenta pode ser um mero sinal de nervosismo, por exemplo.

Continua após a publicidade
Publicidade