Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Estudo: Maoris podem ter descoberto a Antártica muito antes do Ocidente

Relatos orais sugerem que povos indígenas da Nova Zelândia se aproximaram do continente antártico mais de um milênio antes dos europeus

Por Sabrina Brito Atualizado em 11 jun 2021, 13h38 - Publicado em 11 jun 2021, 13h37

Uma nova pesquisa da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, revelou que os maori, povo indígena do país, podem ter sido os primeiros a descobrir a Antártica. Os especialistas se basearam em literatura e histórias contadas oralmente para propor sua hipóteses.

De acordo com o artigo publicado por eles no periódico científico Journal of the Royal Society of New Zealand, existem relatos muito antigos de jornadas realizadas pelos maori e por povos da Polinésia até o extremo sul do planeta. Acredita-se que algumas dessas histórias, eternizadas pela tradição oral, vêm do século VII.

Segundo os relatos analisados pelos especialistas, o primeiro homem a viajar até a Antártica teria sido o explorador polinésio Hui Te Rangiora, mais de mil anos atrás. Os contos trazem descrições de montanhas altíssimas sem vegetação (o que os pesquisadores acreditam ser icebergs) e de alguns animais marinhos.

Atualmente, considera-se que os exploradores Fabian Gottlieb von Bellingshausen e Mikhail Lazarev foram os primeiros a descobrirem o continente antártico, na década de 1820. O novo estudo, porém, sugere que os povos maori podem ter vislumbrado a Antártica muito antes, mesmo com meios muito menos eficazes do que os viajantes europeus.

Continua após a publicidade
Publicidade