Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Enigma da tumba de Tutancâmon está prestes a ser revelado

Pirâmide tem duas câmaras secretas e uma pode guardar a maior descoberta do século XXI: a múmia da Rainha Nefertiti

Pesquisadores japoneses utilizaram um radar de medição de temperatura para mapear o conteúdo de duas câmaras secretas na pirâmide do Rei Tutancâmon e avançaram mais um passo para a revelação do que pode ser o enigma do século. O escaneamento das câmaras, localizadas nas paredes Norte e Leste da pirâmide, revelou que elas podem abrigar metal ou material orgânico. Com análises mais avançadas – feitas até o final de março – os arqueólogos vão conseguir definir mais precisamente o que está nos vãos vistos dentro da pirâmide, e devem se encaminhar para o próximo passo: encontrar a melhor maneira de entrar nas câmaras.

A descoberta dos quartos confirma a versão apresentada anteriormente pelo arqueólogo britânico Nicholas Reeves. Os pesquisadores acreditam que uma das câmaras guarda a múmia da Rainha Nefertiti, que viveu entre 1380 a.C e 1345 a.C. e era conhecida por sua beleza. A múmia da rainha nunca foi encontrada, e o achado de seus despojos e restos mortais pode ser a maior descoberta do século XXI, já que esse é um dos grandes desafios da arqueologia.

Leia também:

‘Autópsia’ indica que Tutancâmon não morreu em acidente

A verdade sobre as 10 pragas do Egito

Descobertas – Em 1922, o arqueólogo britânico Howard Carter descobriu o túmulo de Tutancâmon, filho do faraó Akhenaton, que foi casado com a rainha Nefertiti, intacto e em ótimo estado. A câmara, visitada por milhares de pessoas desde então, guarda mais de 5.000 artefatos, além da múmia e do sarcófago do faraó que morreu aos 19 anos.

Em artigo publicado no final de julho, Reeves, pesquisador da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, afirma que ao analisar imagens em 3D de alta resolução do complexo mortuário, notou que elas podem abrigar duas câmaras secretas que foram fechadas e camufladas. Uma delas guardaria a múmia de Nefertiti e a outra seria uma sala de armazenamento.

Evidências – De acordo com Reeves, são três evidências que indicam que Nefertiti está na câmara. Em primeiro lugar, a morfologia da câmara de Tutancâmon, que inclui um corredor em forma de “L” com uma curva para a direita, o que “normalmente é utilizado nas tumbas das rainhas”, disse Reeves. Em seguida, a cena achada atrás do muro norte da tumba, que é diferente e anterior às outras cenas da câmara de Tutancâmon, o que “parece identificar o proprietário do túmulo dessa rainha”. Como terceiro argumento, Reeves destacou que nessa cena podem ser vistas características que evidenciam que dois dos personagens representados são Nefertiti e seu enteado.

“Há uma pequena linha na comissura dos lábios que coincide com as características faciais de Nefertiti e, além disso, a figura do rei tem um pequeno queixo duplo, e o perfil de Tutancâmon é exatamente assim”, acrescentou o egiptólogo britânico. “Não encontrei nada que me tenha feito mudar de opinião, e encontramos mais informações que fazem com que pensemos que poderíamos estar no caminho certo. Só estou seguindo as pistas, que apontam que é Nefertiti, mas não posso ler o futuro. No entanto, as provas são suficientemente sólidas para mim. Acredito plenamente que algo está acontecendo.”

(Da redação)