Clique e assine a partir de 9,90/mês

Depender financeiramente de alguém aumenta o risco de traições, revela estudo

No geral, 5% das mulheres dependentes traem. No caso dos homens, o número chega a 15%.

Por Da Redação - Atualizado em 6 Maio 2016, 16h04 - Publicado em 2 jun 2015, 18h14

Estudo americano mostra que quem depende financeiramente do parceiro tem mais riscos de trair o outro. Foram levados em conta os dados de 2 750 pessoas casadas, com idades entre 18 a 32 anos, que foram coletados de 2001 a 2011.

A pesquisa, publicada na edição de junho da revista American Sociological Review, mostra que homens e mulheres inteiramente dependentes de seus parceiros têm mais probabilidade de trair. Elas, em 5%. Eles, em 15%.

Para a autora do estudo, Christin L. Munsch, da Associação Americana de Sociologia em Connecticut, nos Estados Unidos, isso acontece porque ninguém gosta de ser dependente. No caso, os homens, segundo ela, traem para provar a masculinidade. Ao mesmo tempo, a pesquisadora comenta que trair também pode fazer o homem se distanciar e, até mesmo, agredir a mulher.

Leia também:

Continua após a publicidade

Mulheres no poder traem tanto quanto os homens

Uso excessivo do Facebook pode destruir relacionamentos

Quem ganha mais – Christin e sua equipe observaram também o oposto. As pessoas que ganham mais que seus parceiros agem de forma bem diferente em relação à traição.

Enquanto as mulheres são menos propensas a trair, sofrem com ansiedade e insônia, querem diminuir os conflitos em casa e não questionam a masculinidade dos parceiros, os homens que são chefes de família traem mais. Se a renda gerada pelo homem passa dos 70%, eles costumam se desviar do acordo de fidelidade.

Continua após a publicidade

“Estes homens estão conscientes de que suas esposas são realmente dependentes e podem pensar que, como resultado, elas não vão deixá-los mesmo que as traiam”, disse Christin. “Um marido que ganha muito mais do que sua esposa e tem um caso extraconjugal pratica o tipo de infidelidade que faz regularmente notícia de primeira página. Não fiquei surpresa ao descobrir que os homens que ganham muito mais dinheiro do que suas mulheres são mais propensos a ter amantes do que aqueles em relação de igualdade de ganhos ou em relacionamentos em que ganham apenas um pouco a mais.”

O surpreendente, segundo a autora, é que mesmo que traiam, os homens que são chefes de família traem menos do que os que são dependentes das esposas.

(Da redação)

Publicidade