Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Curiosity: como foram os ‘sete minutos de terror’ em Marte

Depois de 8 meses e meio de viagem e US$ 2,5 bilhões gastos ao longo de 10 anos, missão da Nasa busca pistas da existência de vida no planeta vermelho

Por Marco Túlio Pires Atualizado em 6 Maio 2016, 16h29 - Publicado em 6 ago 2012, 01h35

O jipe espacial Curiosity pousou como planejado na superfície de Marte. Depois de oito meses e meio de viagem e 2,5 bilhões de dólares gastos ao longo de quase 10 anos, a missão “Mars Science Laboratory” representa o retorno da ciência humana ao planeta vermelho em grande estilo. O veículo é o maior e mais complexo já lançado para qualquer planeta. Seus dez instrumentos foram especificamente projetados para dois objetivos nada modestos: descobrir se Marte é ou já foi habitado por formas de vida e pavimentar o caminho para futuras missões tripuladas. Para chegar na superfície de Marte, foi preciso vencer a sequência de pouso, uma complicada e delicada série de tarefas automáticas que durou “sete minutos de terror”, como classificaram os cientistas, do topo da atmosfera até o solo.

Acesse o Storify

Curiosity: a busca por vida em Marte

Acompanhe o pouso da missão mais audaciosa ao planeta vermelho desde a década de 1970

Storified by VEJA · Sun, Aug 05 2012 21:29:46

1h12: O piloto automático do Curiosity foi ligado. Agora, o jipe apenas diz aos cientistas o que está acontecendo. O pouso começa daqui uma hora!

Continua após a publicidade
Publicidade