Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cronologia do programa espacial chinês

A China lançou nesta terça-feira uma nave não tripulada para cumprir uma importante missão de acoplamento, em mais um passo rumo à meta de construir sua primeira estação espacial, em 2020.

Seguem as datas mais importantes da longa marcha chinesa rumo ao espaço:

1956: a China, ainda uma sociedade predominantemente rural imersa na pobreza, inaugura seu primeiro Instituto de Pesquisas de Mísseis e Foguetes.

1960: o país desenvolve seu primeiro foguete, auxiliado por cientistas russos. O feito marca o início de uma série inteira de foguetes, todos nomeados CZ (abreviação de Changzheng ou “Longa Marcha”).

1970: em 24 de abril, a China se torna o primeiro país do mundo a enviar um segundo satélite para a órbita terrestre, quando o DFH-1 é lançado ao espaço a bordo de um foguete Longa Marcha.

1992: enquanto a China faz dos voos tripulados seu objetivo de médio e longo prazos, o Conselho de Estado ou gabinete adota o “projeto 921”, tão secreto quanto os projetos anteriores, mais conhecido pelo nome Shenzhou (“nave divina”).

1995: o programa espacial chinês sofre um revés quando um foguete CZ-2E explode durante o lançamento em Xichang, na província de Sichuan (sudoeste), matando seis pessoas.

1999: a primeira nave espacial Shenzhou é lançada em 20 de novembro a bordo de um foguete CZ-2F e retorna à Terra após completar 14 órbitas. A bordo viajam quilos de amostras biológicas.

2002: a Shenzhou III é lançada em 25 de março, na presença do presidente Jiang Zemin. Em 1º de abril, após orbitar a Terra 108 vezes, a espaçonave volta à Terra.

Em 29 de dezembro, a Shenzhou IV é mandada para a órbita e volta à Terra em 4 de janeiro. No mesmo mês, a China anuncia o plano de realizar seu primeiro voo espacial tripulado.

2003: em 15 de outubro, a Shenzhou V é lançada para um voo orbital, levando a bordo o primeiro taikonauta (astronauta chinês), Yang Liwei. Ele volta à Terra após 21 horas e 14 voltas ao redor da Terra.

2007: a China lança a Chang’e-1, sua primeira sonda lunar, que orbita a Lua e tira fotos em alta resolução da superfície do satélite natural da Terra.

2008: Zhai Zhigang conclui com sucesso a primeira caminhada espacial de um astronauta chinês.

2010: em 1º de outubro, a China lança a Chang’e-2, sua segunda sonda lunar.

2011: em 29 de setembro, a China lança o módulo experimental Tiangong-1 ou “Palácio Celestial”, no primeiro passo rumo à construção de sua estação espacial, prevista para 2020.

2011: em 1º de novembro, a China lança a Shenzhou VIII para preparar sua primeira operação de acoplamento no espaço.