Clique e assine a partir de 9,90/mês

Congressistas americanos pedem que Google explique regras de confidencialidade

Por Kimihiro Hoshino - Atualizado em 6 Maio 2016, 16h47 - Publicado em 31 jan 2012, 11h46

Legisladores americanos pediram ao cofundador e diretor executivo do Google, Larry Page, que explique ao Congresso a nova regra de confidencialidade que o grupo apresentou na semana passada.

A republicana Mary Bono Mack e o democrata G.K. Butterfield, membros de uma subcomissão da Câmara de Representantes encarregada de assuntos comerciais, fizeram seu pedido numa carta dirigida a Page.

O Google anunciou uma revisão profunda das condições de utilização de seus serviços e da gestão das informações pessoais de seus usuários, com o objetivo de melhorar a comodidade dos internautas, afirmou a empresa.

As mudanças entrarão em vigor em 1o. de março, afirmou o grupo com sede na Califórnia em um de seus blogs.

Continua após a publicidade

De acordo com as novas regras, o Google poderá reagrupar as informações provenientes de vários de seus serviços, antes separados, e dispor assim de uma visão global de seus usuários.

Concretamente, o reagrupamento de serviços levará à fusão de cerca de 60 regras de funcionamento em uma só regra principal, destinada a reger o conjunto de produtos Google, como o e-mail Gmail ou o programa de troca de fotos Picasa.

“Resumindo, trataremos (os diferentes usuários) como um usuário único através de todos os nossos produtos”, declarou Alma Whitten, encarregada das questões de privacidade do grupo.

As modificações do Google acontecem num momento em que a questão da confidencialidade na internet é muito sensível e que cada gesto do Google neste aspecto é esquadrinhado pelas autoridades de regulação do mundo todo.

Publicidade