Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Cientistas descobrem sotaque em primatas da Ásia

Canção do gibão pode indicar tanto seu parentesco como a região de origem

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 17h10 - Publicado em 7 fev 2011, 18h07

O sotaque não está presente apenas na fala dos seres humanos. Em estudo publicado no periódico britânico BMC Evolutionary Biology, cientistas apontam variações regionais na comunicação entre gibões, família de primatas natural da Ásia.

O gibão se comunica por meio de ‘canções’, ou vocalizações – uma espécie de grito longo e característico – para definir território e parceiros de acasalamento. Os pesquisadores do Centro Alemão de Primatas estudaram gibões das florestas tropicais da China, Camboja e Vietnã, e descobriram diferenças entre populações ao norte e ao sul, além de variações entre as espécies. A equipe de pesquisadores analisou mais de 400 amostras de canções usando 53 parâmetros acústicos.

Norte e Sul – Os primatas do Camboja e Vietnã tinham o DNA mais parecido e foram reconhecidos como sendo da mesma região, embora pratiquem quatro padrões de canções. Já duas espécies do norte do Vietnã e China tinham ‘sotaques’ notadamente diferentes dos parentes do sul. Os cientistas descobriram que, quanto mais ao norte, tanto mais diferentes eram os sotaques. “Os resultados mostram que as canções dos gibões não dão pistas apenas sobre o parentesco, mas também sobre o lugar de onde vieram”, escreveram os autores. “Cada gibão tem sua canção, mas, assim como os humanos, existem semelhanças entre os animais de uma mesma região.”

Segundo o especialista em zoologia João Vasconcelos, da Unicamp, não é a primeira vez que se observa sotaque em animais. A diferença no modo de se comunicar entre bichos da mesma espécie, mas de regiões diferentes, já foi observada em pássaros e anfíbios. “Além de diferenças no canto de uma região para outra, em algumas situações é possível identificar variações até entre indivíduos da mesma população”, diz.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês