Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Cientistas descobrem fragilidade em fungo causador de infecção hospitalar

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 17h01 - Publicado em 5 set 2011, 16h03

Um fungo que representa grande ameaça a pacientes internados em hospitais pode ter uma fraqueza escondida, segundo uma pesquisa publicada nesta segunda-feira e que reforça a habilidade dele em aderir ao tecido humano.

A ‘Candida albicans’ é comum no organismo humano, mas normalmente não acarreta maiores problemas de saúde que infecções vaginais e bucais.

Mas em ambientes hospitalares, a cândida é um risco para pessoas doentes ou indivíduos com o sistema imunológico debilitado por câncer, HIV ou transplante.

Ela é responsável por uma em quatro infecções hospitalares, frequentemente transmitida por objetos plásticos implantados no corpo, como catéteres, articulações prostéticas ou equipamentos cardíacos.

Nos casos mais severos, quase a metade dos infectados morre.

Continua após a publicidade

Além disso, a cândida é um inimigo sorrateiro, capaz de mudar a estrutura de sua parede celular de forma a ludibriar novos medicamentos.

A mais recente pesquisa, publicada na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), chama a atenção para algo promissor: o mecanismo que o fungo usa para aderir às células humanas e colonizá-las se deve ao minúsculo segmento de uma proteína chamada Als adesina.

“As proteínas als adesina dão ao fungo a habilidade de florescer no corpo humano, o que o torna agente de infecções tão perigosas”, explicou Ernesto Cota, biólogo médico do Imperial College, de Londres.

A equipe de Cota usou escâneres de última geração para investigar a estrutura da ardilosa proteína.

O próximo passo é testar complexos experimentais em amostras de laboratório do fungo para ver se bloqueará sua ação aderente.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)