Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cientistas criam filmadora que se recarrega sozinha

Mistura de painel solar com câmera, o dispositivo captura uma imagem por segundo e pode funcionar indefinidamente

Um grupo de pesquisadores criou uma câmera filmadora que se recarrega sozinha. Ela pode produzir uma imagem por segundo, indefinidamente, se colocada em um ambiente interno bem iluminado. Para isso, eles desenvolveram um sistema que não apenas identifica a luz para capturar a imagem, mas também a transforma em eletricidade. O trabalho será apresentado na Conferência Internacional de Fotografia Computacional, nos Estados Unidos, que ocorre de 24 a 26 de abril.

“Nós estamos no meio de uma revolução da imagem digital”, afirma Shree Nayar, professor de ciência da computação na Universidade Columbia. “Eu acho que nós só estamos vendo a ponta do iceberg. A imagem digital pode ter utilidade em diversas áreas, como na medicina personalizada e nos dispositivos wearable.”

Leia também:

Câmera digital mais poderosa do mundo inicia operação

Câmera consegue capturar um trilhão de quadros por segundo

Nayar concluiu que, embora sirvam para objetivos diferentes, câmeras e painéis solares têm componentes parecidos. Toda câmara digital possui um sensor de imagem, composto por milhões de pixels. O principal dispositivo em cada pixel é o fotodiodo, que produz corrente elétrica quando exposto à luz. Com isso, cada pixel é capaz de medir a intensidade da luz que cai sobre ele. O mesmo fotodiodo é utilizado em painéis solares para converter a luz solar em eletricidade.

A partir dessa conclusão, o pesquisador criou um sensor de imagem de 30×40 pixels, que está sempre ativado no modo de converter energia, como nos painéis solares. O “corpo” da câmera foi feito com uma impressora 3D. Durante cada ciclo de produção de imagem, os pixels primeiro gravam a cena e depois coletam energia, repetindo essas etapas continuamente. Quando não está filmando, a câmera pode ser usada para carregar outros aparelhos, como celulares.

(Da redação)