Clique e assine com 88% de desconto

Chuva de meteoros será visível na noite desta segunda

Fenômeno pode ser visto às 20h, mas melhor visibilidade será depois das 3h

Por Da Redação - Atualizado em 6 maio 2016, 16h10 - Publicado em 28 jul 2014, 17h19

Uma chuva de meteoros será visível na noite desta segunda-feira e madrugada de terça tanto no Hemisfério Sul quanto no Norte. A chuva Delta Aquarídeas poderá ser observada a partir das 20 horas (de Brasília), mas a melhor visibilidade será entre as 3 horas da madrugada e o amanhecer.

A chuva terá o radiante (ponto de onde vemos os meteoros surgirem) próximo da constelação de Aquário, que nasce no horizonte, a Leste, por volta das 20 horas. Às 3 horas o fenômeno estará no ponto mais alto do céu. Para ver a chuva, não é preciso saber localizar a constelação: ao olhar para cima neste horário, deve ser possível encontrar alguns meteoros. Na fase mais intensa, devem passar de 15 a 20 meteoros por hora.

Leia também:

Saiba a diferença entre asteroides, meteoros e meteoritos

Publicidade

“Esta chuva é considerada intermediária, mas ainda assim boa para se observar. Podemos esperar em média um meteoro a cada 3 minutos”, explica Rundsthen Vasques de Nader, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e astrônomo do Observatório do Valongo, na UFRJ.

A chuva Delta Aquarídeas ocorre por um período considerado longo, de 18 de julho a 18 de agosto, sendo mais intensa durante o seu pico e nos dias próximos a ele. O fato de a Lua estar em sua fase nova ajuda a visualizar os meteoros, pois a luz da lua, quando muito intensa, atrapalha a observação de outros objetos no céu. Quem quiser ver a chuva de meteoros não deve recorrer a binóculos ou outros aparelhos, já que é mais fácil observá-la a olho nu.

Previsão do tempo – O tempo nublado em algumas partes do país pode atrapalhar os planos de quem pretende acordar de madrugada para olhar para o céu. De acordo com Bianca Lobo, meteorologista da Climatempo, a visibilidade será boa na região Centro-Oeste e em boa parte da Norte. No Sul, o céu estará limpo no Rio Grande do Sul e no Oeste de Santa Catarina e do Paraná. Maranhão, norte do Piauí e parte do litoral do Ceará terão boas condições no Nordeste. A pior visibilidade será no Sudeste. Nesse caso, é possível acompanhar o fenômeno pela internet, em alguns sites que farão a transmissão pelo YouTube.

Origem desconhecida Chuvas de meteoros ocorrem quando a Terra passa pela órbita de um corpo celeste, geralmente um cometa, que deixou pequenos fragmentos de matéria durante sua passagem. A chuva Eta Aquarídeos, por exemplo, é composta pelos fragmentos de rochas e poeira deixados pelo famoso cometa Halley. Já o objeto causador da Delta Aquarídeas, que será visível esta noite, é desconhecido pelos astrônomos.

Publicidade

O fim desta chuva vai coincidir com o início de outra, a Perseidas. Entretanto, o evento, que ocorre entre os dias 8 e 14 de agosto, com o ponto mais alto no dia 12, não terá boa visibilidade no Hemisfério Sul. A constelação de Perseu, à qual está ligada, fica muito baixa no horizonte, onde existe mais poluição – o que dificulta a observação. Além disso, vai coincidir com a Lua cheia.

Publicidade