Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Caminhada espacial é interrompida por falha em traje espacial

Sensor de gás carbônico parou de funcionar. Astronautas ficaram no espaço por seis horas

Por causa de uma falha detectada em um traje espacial, A Nasa (agência espacial americana) interrompeu os últimos minutos da caminhada espacial que dois astronautas da nave Endeavour realizavam. O sensor de dióxido de carbono do traje do astronauta americano Greg Chamitoff parou de funcionar. Os astronautas passaram mais de seis horas trabalhando – mas tiveram de retornar dez minutos antes do previsto.

Como era impossível confirmar se os níveis de dióxido de carbono eram perigosos para a integridade de Chamitoff, a Nasa preferiu não arriscar. Os tripulantes do Endeavour tiveram que descartar algumas tarefas mais simples para instalar rapidamente uma antena sem fio na superfície do módulo laboratório Destiny.

Chamitoff e o companheiro Drew Feustel iniciaram a caminhada às 4h10 (horário de Brasília) e permaneceram no exterior da Estação Espacial Internacional (ISS) durante seis horas e 19 minutos. Os dois especialistas tiveram tempo de realizar outros trabalhos, como encher os radiadores com amoníaco e instalar ganchos e plataformas de suporte no braço robótico da nave.

Nesta quinta-feira, os astronautas instalaram o Espectrômetro Magnético-Alfa, um detector de partículas de dois bilhões de dólares que vai ajudar os cientistas a procurar pistas sobre a matéria escura e a energia escura, dois dos mais abundantes ingredientes que formam o universo.

Durante sua missão de 16 dias, os astronautas têm previstas quatro jornadas de trabalho fora do complexo ISS-Endeavour, que serão as últimas caminhadas espaciais da era dos ônibus espaciais, iniciada em 1981 e que chegará a seu final em julho com o lançamento da Atlantis.

A nave se desacoplará da plataforma orbital no dia 30 de maio. Esta é a 25ª e última missão espacial da nave americana, que realizou sua primeira viagem em 1992. Quando retornar à Terra, no dia 1º de junho, ela será exposta em um museu de ciências em Los Angeles.

A nave Endeavour foi construída depois do desastre da Challenger, que explodiu após seu lançamento em janeiro de 1986, uma catástrofe na qual morreram sete astronautas.

(Com agência EFE)