Clique e assine com 88% de desconto

Barco funerário viking é encontrado no Reino Unido

Embarcação continha os restos de guerreiro de alto escalão. Ele foi enterrado há 1.000 anos, na Escócia, com objetos pessoais

Por Da Redação - Atualizado em 6 maio 2016, 16h57 - Publicado em 19 out 2011, 10h58

Arqueólogos britânicos descobriram os vestígios de um barco funerário viking na Escócia. De acordo com os pesquisadores, o achado é um dos mais importantes no Reino Unido. A informação é da Universidade de Manchester, uma das instituições que participam das escavações. Especialistas em vikings da Universidade de Glasgow acreditam que a descoberta possa datar do século X.

Saiba mais

VIKINGS

Os vikings foram povos germânicos navegantes e guerreiros da Escandinávia que se lançaram à conquista da Europa entre os séculos VIII e XI. A fama de guerreiros cruéis deve-se aos impiedosos ataques que desferiram, atacando mosteiros, queimando cidades e fazendo sacrifícios humanos. Mas para além das batalhas, tinham um apurado senso estético e criaram um rica mitologia. Foram comerciantes, ourives, agricultores e navegantes ousados que exploraram cada canto do Atlântico Norte.

Publicidade

O barco-túmulo, de cinco metros de comprimento, continha os restos de um guerreiro que foi enterrado com um machado, uma espada, uma lança, um escudo e um broche de alfinete em uma jazida com mais de 1.000 anos.

Também foram encontrados no túmulo, construído com 200 rebites, uma faca, que também pode ser a ponta de um chifre de bronze utilizado para beber; uma pedra para amolar; cerâmica viking e diversas peças de ferro que não foram identificadas.

Imagem de raio-x de espada recuperada com o barco Viking encontrado na Grã-Bretanha

A codiretora do projeto, Hannah Cobb, professora de arqueologia da Universidade de Manchester, qualificou a descoberta de ‘apaixonante’.

“Um barco funerário viking é uma descoberta incrível, mas, além disso, os artefatos e o estado de conservação fazem dele um dos túmulos nórdicos mais importantes já escavados no Reino Unido”. A pesquisadora trabalhou durante seis anos com especialistas da Universidade de Leicester e outros arqueólogos escoceses.

Publicidade
Desenho do barco Viking encontrado na Grã-Bretanha

(Com Agência France-Presse)

Publicidade