Clique e assine a partir de 9,90/mês

Astronautas instalam experimento de dois bilhões de dólares na Estação Espacial Internacional

Experimento vai procurar por pistas da matéria e energia escuras, dois dos ingredientes mais abundantes do universo

Por Da Redação - Atualizado em 6 maio 2016, 17h07 - Publicado em 19 maio 2011, 12h40

Às 6h46 (horário de Brasília), os astronautas do ônibus espacial Endeavour e da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) instalaram com sucesso o Espectrômetro Magnético-Alfa (AMS, na sigla em inglês), um experimento de dois bilhões de dólares financiados por 16 países da América do Norte, Europa e Ásia.

O detector de partículas foi instalado no exterior do lado direito da ISS. Os astroneutas Andrew Feustel e Roberto Vittori usaram o braço robótico do Endeavour para extrair a sonda do compartimento do ônibus espacial. Em seguida, Greg Johnson e Greg Chamitoff usaram o braço robótico da estação para instalar o AMS no complexo espacial.

A equipe de especialistas do AMS irá monitorar o experimento 24 horas por dia, recolhendo dados enquanto a estação estiver em órbita. O detector vai criar um imã gigante para criar um campo magnético que irá distorcer o caminho de partículas cósmicas carregadas viajando pelo espaço. Oito instrumentos diferentes vão fornecer informações sobre as partículas à medida que viajam pelo imã.

De posse das informações, centenas de cientistas de 16 países esperam determinar a composição do universo e como ele começou. O AMS vai procurar pistas sobre a origem da matéria escura e outros tipos exóticos de matéria. Além disso, o experimento poderá fornecer informações sobre explosões de raios gama e vários outros fenômenos cósmicos.

Publicidade