Clique e assine a partir de 9,90/mês

Aos 19 anos, ônibus espacial Endeavour faz seu último voo

É o segundo ônibus espacial a se aposentar. Em junho, será a vez do Atlantis

Por Da Redação - Atualizado em 6 maio 2016, 17h08 - Publicado em 29 abr 2011, 04h36

O ônibus espacial Endeavour parte nesta sexta-feira às 16h47 (horário de Brasília) para sua 25ª e última missão. É o penúltimo capítulo do programa espacial americano inaugurado há 30 anos e que deve ser encerrado em junho com o derradeiro voo do Atlantis.

O presidente Barack Obama assistirá com a família ao lançamento do Endeavour a partir do centro espacial Kennedy, em Cabo Canaveral (Flórida, sudeste). Será a primeira vez que um presidente americano irá a um lançamento desde Bill Clinton, que fez o mesmo em 1998.

O lançamento também contará com a presença da deputada democrata Gabrielle Giffords, de 40 anos. Em janeiro, ela foi baleada na cabeça durante um ato político, e após meses de reabilitação, poderá despedir-se do marido, o astronauta Mark Kelly, que comandará o último voo desta nave. “É verdadeiramente incrível que ela possa assistir a este lançamento histórico”, disse o porta-voz de Giffords, CJ Karamargin. “É algo que ela não queria perder.”

Um jovem de 22 anos disparou contra Giffords nos arredores de um supermercado durante um encontro político em 8 de janeiro. A bala atravessou o hemisfério esquerdo do cérebro de Giffords, a parte que controla a fala e o movimento do lado direito do corpo. Seis pessoas morreram no ataque, entre elas uma menina de 9 anos e um juiz federal.

Continua após a publicidade

Nascido da tragédia – Endeavour é o ônibus espacial mais jovem da frota original de seis naves. Em sua última missão transportará à Estação Espacial Internacional (ISS) o espectômetro magnético Alpha 2 (AMS), um módulo experimental de física que será utilizado para investigar a antimatéria e a natureza da matéria escura, invisível até para os mais poderosos telescópios. A tripulação de seis membros é formada por cinco americanos e um italiano da Agência Espacial Europeia.

O Endeavour “nasceu da tragédia do Challenger”, diz a Nasa, a agência espacial americana, em texto que lembra a explosão do ônibus espacial em 1986. O desastre levou o Congresso a autorizar a construção de outra nave espacial, lançada pela primeira vez ao espaço em 1991.

A última missão do Endeavour está prevista para durar 14 dias. Quando regressar à Terra, se tornará o segundo ônibus espacial da frota a se aposentar, depois do Discovery, que se aposentou em março. O protótipo Enterprise, o primeiro a ser testado, nunca voou ao espaço, e o Columbia explodiu em 2004 quando voltava à Terra.

(Com Agência France Presse)

Publicidade