Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Análise de rocha mostrará se há indícios de água em Marte

Amostra foi retirada através de perfuração do solo, considerado o feito mais importante desde a chegada do Curiosity ao planeta

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 16h22 - Publicado em 21 fev 2013, 10h16

As primeiras imagens da amostra de rocha retirada pelo robô Curiosity do solo de Marte podem apontar oxidação na superfície do planeta. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, em conferência realizada pela Nasa, a agência espacial americana. Diferente da coloração alaranjada da superfície, a amostra, retirada a 6,4 centímetros de profundidade, possui a cor cinza, o que reforça o indício de que o solo marciano tenha sofrido oxidação e que, possivelmente, possua resquícios de água.

Leia também:

Curiosity envia imagem panorâmica em cores de Marte

“A cor entre laranja e vermelho, associada a praticamente tudo em Marte, é consequência de oxidação de ferro presente em rochas. A amostra retirada é cinza, o que aponta que não passou por este processo de oxidação”, declarou Joel Hurowitz, cientista do Jet Propulsion Laboratory (JPL) da Nasa. Anteriormente, fotos da superfície de Marte já apontavam para possíveis resquícios de água. O padrão das rachaduras no solo também sugerem que o planeta possa ter passado por um processo de desertificação.

A perfuração foi anunciada no último dia 9, e foi considerada o feito mais importante desde a chegada do Curiosity a Marte. O próximo passo na análise da amostra, porém, não tem a descoberta de água como prioridade. A partir dos grãos de rocha retirados da perfuração, serão feitas análises, em equipamentos localizados dentro do robô, para classificar os minerais que compõe o solo marciano.

Continua após a publicidade
Publicidade