Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Youssef vai morar em um dos metros quadrados mais caros de SP

É a oitava vez que o doleiro sai da cadeia após ser preso cometendo um crime

Por Renato Onofre Atualizado em 20 out 2016, 22h11 - Publicado em 20 out 2016, 21h23

O doleiro Alberto Youssef, o principal delator da Operação Lava-Jato, vai morar num apartamento no bairro da Vila Nova Conceição, uma das áreas mais nobres da capital paulista. O valor do metro quadrado na região ultrapassa os 15 000 reais. Nesta quinta-feira, o juiz Sergio Moro autorizou a prisão domiciliar de Youssef, que está preso na carceragem da Polícia Federal de Curitiba desde a primeira fase da Operação Lava-Jato, realizada em março de 2014.

É a oitava vez que o doleiro sai da cadeia após ser pego cometendo um crime. Aos 49 anos de idade, Youssef foi preso cinco vezes quando atuava como contrabandista na região de Foz de iguaçu, duas no início dos anos 2000 já atuando como doleiro e a última no dia 17 de março, quando foi preso na Lava-Jato. 

  • Youssef ficará os próximos quatro meses em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica. Só poderá se deslocar de seu apartamento para a academia no próprio edifício para sessões de fisioterapia. O juiz Sérgio Moro autorizou o uso de um celular para emergência, que poderá ser monitorado pela Justiça. Depois disso, o doleiro passará ao cumprir a sentença em regime aberto, conforme o acordo de colaboração assinado com a Justiça.

    No acordo, ele abriu mão de uma série de bens e imóveis em oito cidades em quatros Estados do País, incluindo terrenos e unidades de hotéis, além de veículos importados. Ele também entregou à justiça R$ 1,89 milhão e de US$ 20 mil encontrados pela PF na sede da GFD Investimentos.

    O doleiro deve ir para nova casa no dia 17 de novembro, quando ele colocará a tornozeleira eletrônica.

    Continua após a publicidade
    Publicidade