Clique e assine a partir de 8,90/mês

Wagner Moura, o capitão Nascimento de ‘Tropa de Elite’, vai estrelar campanha pelo desarmamento

Ator usará o mesmo tom de voz firme do personagem que representou

Por Da Redação - 4 Maio 2011, 19h12

O capitão Nascimento, herói do cinema brasileiro promovido a coronel em ‘Tropa de Elite 2’, será uma das estrelas da campanha do desarmamento, que começa na próxima sexta-feira em todo o país. Nascimento, interpretado pelo ator Wagner Moura, emprestou a voz ao vídeo da campanha, de 30 segundos, que será divulgado nas emissoras de rádio e televisão. A coleta de armas se estenderá até 31 de dezembro e o governo vai pagar de 100 a 300 reais por arma devolvida, conforme o calibre.

O filme usa imagens da campanha de 2009, que mostra a trajetória de uma bala perdida, passando de raspão ao lado de crianças que brincam num parque, populares nas ruas. Wagner Moura dirá, com a firmeza de seu personagem, que “não é a bala que se resolvem as coisas”. O slogan da campanha é “Tire uma arma do futuro do Brasil”.

A campanha, a terceira desde 2004, será lançada nesta quinta, às 10 horas, em solenidade na prefeitura do Rio, pelo ministro José Eduardo martins Cardozo (Justiça), pelo governador Sérgio Cabral e pelo prefeito Eduardo Paes, além de representantes dos entidades parceiras, como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e as ONGs Viva Rio e Instituto Sou da Paz. A segunda parte do evento será a incineração de 1.000 armas apreendidas, no forno da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), às 12 horas.

Nas versões anteriores, mais de 550.000 armas foram recolhidas. Desta vez foram introduzidas modificações para dar agilidade e capilaridade à campanha. Na hora da entrega, o proprietário receberá um voucher para sacar o dinheiro no Banco do Brasil, num prazo máximo de 30 dias. Antes, o pagamento podia durar meses. O governo reservou 10 milhões de reais para as indenizações e conseguirá crédito suplementar se a adesão surpreender, segundo garantiu Cardozo.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade