Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Viúva do milionário da Mega Sena chega ao litoral do RJ

Por Da Redação 4 dez 2011, 18h16

Por AE

Rio de Janeiro – Absolvida na madrugada de sábado da acusação de ter sido a mandante do assassinato do ex-lavrador e milionário Renné Senna, ocorrido em janeiro de 2007, a ex-cabeleireira Adriana Almeida, de 34 anos, que ficou conhecida como “a viúva da Mega Sena”, chegou na manhã de hoje à cidade de Arraial do Cabo, no litoral norte do Rio.”Por favor, me deixem viver. Bastam cinco anos da minha vida que eu já perdi com isso tudo”, disse ela à repórter do jornal carioca Extra. “Não vou dar entrevista agora. Vamos marcar uma coletiva. Estou muito cansada com isso tudo.”

Por maioria de votos, os jurados do Tribunal do Júri entenderam que não havia provas suficientes para condenar Adriana. O Ministério Público já recorreu da decisão. Adriana agora pretende garantir na Justiça a sua parte na herança de Senna. Pelo testamento, ela tem direito a metade da fortuna, bloqueada pela Justiça, que chegaria hoje a R$ 100 milhões. A outra metade foi destinada à única filha do ex-lavrador, Renata Senna, que ingressou com uma ação para que Adriana não tenha mais direito a receber sua parte na herança.

Publicidade