Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Viúva de René Senna presta depoimento no Rio

Por AE

São Paulo (AE) – Começou por volta das 15h30 desta quinta-feira o depoimento da ex-cabeleireira Adriana Ferreira de Almeida, no Tribunal do Júri de Rio Bonito, na Baixada Litorânea do Rio de Janeiro. Ela é acusada de mandar matar o marido, o lavrador milionário Renné Senna, ganhador de R$ 51,8 milhões na Mega-Sena. O crime ocorreu em 2007. Ela chegou ao fórum por volta das 13 horas acompanhada de seu advogado.

Além de Adriana, estão sendo julgados três acusados de participar do homicídio: os policiais militares Ronaldo Amaral, o China, Marco Antônio Vicente e a professora de educação física Janaína Sousa

O julgamento começou na tarde de segunda-feira, 28. O Júri foi formado por cinco homens e duas mulheres. Segundo o juízo, deverão ser ouvidas 19 testemunhas – dez de acusação e nove de defesa de Adriana.

Caso – O ex-lavrador René Senna, na época com 52 anos, que era deficiente físico, ganhou sozinho o prêmio de R$ 51,8 milhões em julho de 2005. No ano seguinte se casou com a cabeleireira Adriana Almeida, de 28 anos, e no dia 7 de janeiro de 2007 foi encontrado morto com quatro tiros de pistola à queima-roupa quando tomava cerveja em um bar em Rio Bonito.

(Priscila Trindade, da Central de Notícias/16h53)