Clique e assine a partir de 9,90/mês

Vítimas do voo da TAM terão homenagens em SP e RS

Por Da Redação - 17 jul 2012, 09h34

Por Gheisa Lessa

São Paulo – Membros da Associação de Amigos e Parentes das Vítimas do Voo TAM JJ3054 (Afavitam) realizam atos e homenagens nesta terça-feira, quando completa cinco anos a maior tragédia da aviação brasileira, a explosão do Airbus 320 da TAM que deixou 199 mortos em 2007.

As manifestações devem acontecer ao longo desta terça em Porto Alegre, de onde o avião decolou, e em São Paulo, local do acidente. Segundo a Afavitam, uma manifestação está prevista para às 14h no Aeroporto de Congonhas, na Avenida Washington Luis, na zona sul da capital paulista.

Já a partir das 17h30, todos os manifestantes e familiares devem se reunir em frente à pista do Aeroporto de Congonhas. A homenagem às vítimas do voo TAM JJ3054 continua com uma missa campal, celebrada pelo bispo de Santo Amaro, dom Fernando Antonio Figueiredo, informa a associação. A Afavitam também pretende realizar um toque de silêncio, às 18h51, horário exato do acidente e da primeira explosão da aeronave.

Continua após a publicidade

Às 19h, deve começar a solenidade oficial de inauguração da Praça Memorial 17 de julho, projetada pelo arquiteto Marcos Cartum, em homenagem às vítimas. A área, de 8.318 m², tem 199 luzes de LED simbolizando as vítimas. A construção da praça, no local do acidente, custou R$ 3,6 milhões.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) irá monitorar o tráfego de veículos nas principais vias nas intermediações de Congonhas com o objetivo de aumentar a fluidez, caso a manifestação ocupe a Avenida Washington Luis.

Porto Alegre

Em Porto Alegre, de onde partiu a aeronave, também serão realizados eventos em homenagem às vítimas da tragédia. A partir das 14h, os parentes estarão reunidos no Largo da Vida, na Avenida Severo Dullius, junto ao Aeroporto Salgado Filho. O ato será seguido de uma manifestação com previsão de término às 16h, informa a associação.

Continua após a publicidade

Membros da Afavitam plantaram, em maio de 2008, um ano após o acidente, 199 árvores ao longo da avenida em homenagem às vítimas. A Catedral Metropolitana de Porto Alegre, no centro da capital, sedia a missa em homenagem às vítimas e finaliza as atividades em Porto Alegre.

Publicidade