Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Vistoria encontra armas brancas e celulares em presídio de Goiás

Diretor de Administração Penitenciária do estado anuncia que unidade de regime semiaberto em Aparecida de Goiânia terá presos transferidos e será demolida

Por Da Redação
Atualizado em 4 jun 2024, 17h38 - Publicado em 12 jan 2018, 14h39

Uma vistoria realizada no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, palco de rebeliões de presos na primeira semana de 2018, encontrou dezesseis telefones celulares, cachimbos e uma porção de armas brancas, entre facas, navalhas, serras, objetos pontiagudos, facões e barras de ferro. A vistoria foi determinada pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), que foi a Goiânia para se reunir com o governador do estado, Marconi Perillo (PSDB), e, na sequência, visitar a unidade.

A ministra, no entanto, desistiu de entrar no presídio após receber alertas de riscos à sua segurança. A vistoria foi feita por agentes da Polícia Militar e do Grupo de Operações Penitenciárias (Gope) de Goiás, com as presenças do diretor-geral de Administração Penitenciária, coronel Edson Costa, e do comandante-geral da PM, coronel Divino Alves, além de representantes da OAB, do Ministério Público e da Defensoria Pública.

“Cumprimos as duas missões que a ministra nos determinou: fazer um cronograma para as nossas tarefas dos próximos trinta dias e realizar esta inspeção com total transparência”, afirmou Costa. O diretor-geral anunciou que a unidade do complexo onde ocorreram as rebeliões, a Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, será demolida e os detentos transferidos para uma nova estrutura, que será construída a partir de agora.

Edson Costa disse que o local onde será construída a outra unidade será divulgado na semana que vem e que o governo pretende fazer quanto antes as transferências para ela. A respeito das armas encontradas, o comandante da PM alega que essa situação “acontece em qualquer presídio do país, mas as inspeções são realizadas quase diariamente”.

Veja abaixo a lista dos itens encontrados:

– 16 celulares
– 5 baterias
– 1 fonte de computador
– 2 pen drives
– 8 chips de celular
– 5 pedaços de ceguetas
– 2 facas
– 11 objetos pontiagudos
– 1 navalha
– 3 cachimbos
– 1 facão
– 9 barras de ferro
– 1 alicate

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.