Clique e assine a partir de 9,90/mês

Vídeos mostram más condições de bombeiros presos

Imagens obtidas pelo site de VEJA exibem militares detidos dormindo no chão, de forma improvisada

Por Gabriel Castro - Atualizado em 10 dez 2018, 10h55 - Publicado em 15 jun 2011, 22h00

https://www.youtube.com/watch?v=uMY_MgZsd6k

Vídeos amadores feito pelos bombeiros detidos após os protestos por aumento salarial no Rio de Janeiro mostram as más condições de acomodação dos detidos. As imagens obtidas pelo site de VEJA mostram os presos dormindo no chão, em uma sala do quartel dos bombeiros de Charitas. É possível contar 15 homens dentro do cubículo.

Um segundo vídeo mostra a correria dos bombeiros, que tentavam escapar das bombas de efeito moral lançadas pelos policiais no momento em que o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar entrava no Quartel Central do Corpo de Bombeiros.

https://www.youtube.com/watch?v=jOq-Xo-YLFg

Ao todo, mais de 400 bombeiros ficaram detidos entre os dias 4 e 11 de junho, depois de invadir o Quartel Central da corporação.

O deputado federal Protógenes Queiroz (PC do B-SP), que recebeu os vídeos, diz que os bombeiros foram vítimas de abusos. Ele já enviou um relatório sobre o caso ao Ministério da Justiça, e prepara um outro documento a ser encaminhado à Comissão de Segurança Pública da Câmara e ao presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS). “Nem a ditadura militar tratou de forma tão humilhante seus presos políticos”, diz ele.

Depois do protesto dos bombeiros, o governador Sérgio Cabral concedeu uma antecipação de reajuste salarial de 5,5% aos bombeiros do estado, cujo salário-base é de pouco mais de 900 reais.

Continua após a publicidade
Publicidade