Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vídeo mostra agressão a policiais na Rocinha

Imagens de fatos ocorridos em dezembro foram divulgadas nesta terça e revelam estratégia do crime para intimidar a polícia

Um vídeo divulgado nesta terça-feira pelo Jornal Nacional, da Rede Globo, mostra um grupo formado por pelo menos quinze homens armados com paus, pedras e tijolos atacando um carro da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, no Rio de Janeiro. Os homens, apontados como “prestadores de serviço” do tráfico de drogas, encurralaram um carro da Policia Militar numa via da favela, à luz do dia, e depredaram o veículo. Jogaram tijolos e quebraram os vidros laterais e traseiros do automóvel. Quatro manifestantes agrediram os policiais, que não reagiram. Ações como essa seriam realizadas a mando dos traficantes para atrapalhar o trabalho da UPP no local.

As cenas foram gravadas pelas câmeras da UPP e do próprio carro da PM no dia 25 de dezembro e só foram divulgadas agora. A confusão teria começado depois que a polícia aprendeu uma mochila, com armas e drogas. Nas imagens, é possível ver um homem jogar dois tijolos no carro da unidade. Em seguida, ele empurra e chuta um policial.

Prisão – Também nesta terça-feira, o traficante Paulo Roberto Santos, de 44 anos, foi preso na Rocinha. Ele é acusado de ter sido um dos articuladores da sucessão de ataques que, no dia 16 de fevereiro, deixou feridos dois policiais da UPP da Rocinha. Paulo Roberto, que responde a nove processos por tentativa de homicídio e tráfico de drogas, foi surpreendido enquanto dormia num barraco num trecho de mata no alto da comunidade. Desde dezembro, cerca de trinta tiroteios já ocorreram na Rocinha.

Quatro suspeitos que aparecem no vídeo foram identificados pela polícia. O delegado Gabriel Ferrando, responsável pelo caso, disse que todos têm passagens pela polícia e terão prisões decretadas.