Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Vídeo de tartaruga suja de óleo sendo resgatada em Maragogi (AL) viraliza

Gravação de animal, feita na quarta-feira 16, foi compartilhado por artistas e jornalistas nas redes sociais

Por da Redação - Atualizado em 20 out 2019, 16h00 - Publicado em 20 out 2019, 15h51

Um vídeo publicado pela Organização Não-Governamental (ONG) Amazônia 342 de uma tartaruga sendo resgatada por voluntários em Maragogi (AL) viralizou nas redes sociais neste fim de semana. A tartaruga, impregnada pelo petróleo que sujou as praias do Nordeste, aparece sendo limpa por pessoas que estavam retirando o resíduo do balneário alagoano.

Com o apoio de artistas como Sônia Braga e jornalistas como Dorrit Harazim e Leandro Barbosa, causou revolta em internautas. O comentário geral é de que o governo federal estaria subestimando o número de animais mortos. Segundo o último balanço do Ibama, 20 animais morreram em decorrência do vazamento de petróleo.

Veja o vídeo:

 

Publicidade

View this post on Instagram

Revoltante! Uma tartaruga atingida por óleo foi encontrada nesta quarta-feira (16), na Praia de São Bento, em Maragogi, no Litoral Norte de Alagoas. Segundo o relatório do Ibama, atualizado na quarta, aponta que até agora, 29 animais marinhos foram encontrados oleados, sendo 15 tartarugas e duas aves mortas. Atualmente, há 486 filhotes de tartarugas marinhas retidos de forma preventiva por conta da poluição causada pelo óleo. #342amazonia #derramamentopetroleo #SOSnordeste #crimeambiental #meioambiente

A post shared by 🌳 (@342amazonia) on

O vídeo foi gravado na quarta-feira, 16, na Praia de São Bento, em Maragogi, no litoral norte de Alagoas.

Publicidade

As manchas de óleo que estão atingindo as praias do Nordeste provocaram a mobilização de celebridades nas redes sociais – o tom geral é de elogio aos voluntários que estão ajudando na limpeza de críticas à atuação do governo federal no episódio. Entre as personalidades que se manifestaram estão a atriz Sonia Braga, a apresentadora Bela Gil, o youtuber e humorista Whindersson Nunes, o artista plástico Vik Muniz e a produtora Paula Lavigne.

Além das piscinas naturais de Maragogi, uma das praias mais belas do Brasil, outros balneários foram afetados. Porto de Galinhas, em Pernambuco, que atrai 500 mil turistas anualmente, detectou a presença de óleo nas praias neste fim de semana.

O episódio virou alvo de críticas dos governadores do Nordeste à atuação da gestão Jair Bolsonaro. O governdor de Pernambuco, Paulo Cãmara (PSB) criticou a demora no enfrentamento do problema.

“Até agora, não nos deram respostas adequadas para que possamos fazer o devido planejamento de prevenção”, afirmou Câmara nete sábado, 19, ao visitar a praia de Carneiros, uma das mais conhecidas do estado, no município de Tamandaré. “O que está acontecendo no Nordeste exige priorização, determinação e foco. Esses quase 60 dias foram mais do que suficientes para que a gente pudesse ter um planejamento e evitar que essas manchas chegassem às nossas praias”, concluiu.

Publicidade