Vice-prefeito de Embu-Guaçu, Fernando Sapede, é preso

Ele é acusado de exercício ilegal da medicina e falsidade ideológica

Por Da Redação - 21 jun 2011, 08h05

O vice-prefeito de Embu-Guaçu, Fernando Branco Sapede, de 48 anos, foi preso na tarde de segunda-feira por determinação da Justiça. Ele responde processo por exercício ilegal da medicina e falsidade ideológica. Em abril de 2010, o vice-prefeito e um rapaz, Rodrigo, de 30 anos, foram detidos em flagrante por ambos os crimes. Segundo informações fornecidas pela Delegacia Seccional de Taboão da Serra naquela ocasião, onde o caso foi apresentado, Sapede emprestava o carimbo e o CRM para Rodrigo exercer a profissão.

Fernando também já se envolveu em dois casos de atropelamento. Na noite de 6 de março de 2010, o vice-prefeito atropelou um menino de 13 anos que andava de bicicleta na porta de casa, no quilômetro 42,5 da rodovia SP-216, em Embu-Guaçu. Na ocasião, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que testemunhas afirmaram que o vice-prefeito dirigia uma Blazer prata no sentido bairro quando, em uma lombada, perdeu o controle da direção e subiu na entrada da casa, onde o adolescente estava. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas testemunhas relataram sinais de embriaguez.

No dia 12 de abril do mesmo ano, o vice-prefeito foi preso após atropelar um homem de cerca de 50 anos na Estrada Municipal Antonio Gerrassi, no bairro Santa Fé, em Embu-Guaçu. O teste do bafômetro indicou que Sapede tinha 1,6 miligrama de álcool por litro de ar expelido, teor cinco vezes maior que o aceito pela lei. Testemunhas afirmaram que ele tentou fugir do local do atropelamento, mas foi impedido por um caseiro que testemunhou a cena.

(Com Agência Estado)

Publicidade