Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Vereador é preso por pousar helicóptero em praia no ES

Político do PSDB estava pilotando a aeronave, que está em nome de uma empresa acusada de pirâmide financeira, e pousou em local em que havia banhistas

Por Da Redação 28 jan 2017, 16h45

O vereador de Belo Horizonte Rubens Gonçalves de Brito (PSDB), conhecido como Bim da Ambulância, foi preso na última sexta-feira, dia 27, por pousar um helicóptero no meio da praia de Bacutia, em Guarapari, cidade do Espírito Santo.

O próprio vereador estava pilotando a aeronave e levava familiares a bordo. A polícia disse que não havia justificativa plausível, como uma pane, para que o pouso fosse feito em um local repleto de banhistas e barracas de praia. Bim alega que a faixa de areia estava vazia quando ele pousou. Ele pode ser acusado por expor a vida de terceiros a perigo e por colocar em risco embarcação ou aeronave, própria ou alheia”. Caso condenado, pode cumprir de três a seis anos e meio de prisão. O helicóptero foi apreendido e a Justiça Federal decidirá se o político responderá pelos crimes preso ou em liberdade provisória.

Além do pouso irregular, pesa contra o vereador o fato de a aeronave estar em nome da empresa Embrasystem, administradora da BBom. A BBom diz ser uma empresa vendedora de rastreadores de veículos, mas os Ministérios Públicos de diversos estados investigam sua atuação, sob suspeita de pirâmide financeira. Trata-se de um esquema em que os novos integrantes precisam pagar uma taxa aos cooptadores para entrar no esquema, de forma que, conforme o ciclo cresce, a pirâmide se torna insustentável e somente os cooptadores do topo ganham dinheiro – o prejuízo fica com os integrantes da base.

No histórico de Bim está ainda a nomeação em seu gabinete de um assessor que foi preso por receptação de veículos. O homem é suspeito de participar de um esquema de roubo de carros na região de Belo Horizonte.

Continua após a publicidade
Publicidade