Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vale contrata escritório de advocacia para investigar Brumadinho

Companhia contratou os serviços para que peritos apurem o que motivou a tragédia em Minas Gerais

A Vale contratou o escritório de advocacia Skadden, Arps, Slate, Meagher e Flom LLP para auxiliar nas investigações sobre as causas do rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). Segundo a mineradora, o escritório vai selecionar peritos e trabalhar com eles na apuração.

“O escritório prestará assessoria à Vale em várias questões legais decorrentes do rompimento da Barragem I, incluindo em relação a certas medidas que a companhia pode tomar em resposta ao rompimento”, diz a Vale em comunicado.

Segundo a companhia, a comunicação com a Skadden e os trabalhos dos peritos serão protegidos pelo privilégio da relação advogado e cliente, exceto se a Vale dispensar esse privilégio, ou se as autoridades brasileiras apreenderem os registros da mineradora.

A Defesa Civil de Minas Gerais informou no fim da tarde desta quinta-feira 31 que subiu de 99 para 110 o número de mortos na tragédia. Os desaparecidos no desastre, que ontem 259 na última atualização, agora são 238. Já foram identificados 71 corpos até o momento.

Segundo o tenente-coronel Flávio Godinho, coordenador-adjunto da Defesa Civil de Minas Gerais, o número deve aumentar nos próximos dias, com a continuidade dos trabalhos de resgate.

Ele reiterou que as pessoas da região devem evitar consumir a água do Rio Paraopeba. Godinho também garantiu que não vai faltar água nas cidades próximas. “50 caminhões pipa com 20 mil litros de água potável estão fazendo entregas para todas as pessoas cadastradas na região”.