Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Uso particular de helicóptero foi ‘por segurança’, diz Cabral

Ex-governador depôs nesta terça-feira em uma ação que apura excessos no uso de helicópteros oficiais durante sua gestão no Rio de Janeiro

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) afirmou nesta terça-feira, em depoimento à Justiça, que pode ter usado helicópteros oficiais para fins particulares durante sua gestão, mas justificou que o uso desse meio de transporte ocorria por questões de segurança. O peemedebista viajava frequentemente para sua casa de veraneio em Mangaratiba.

“No fim de semana posso ter me deslocado para compromissos particulares”, afirmou o ex-governador em resposta à juíza Luciana Losada Albuquerque Lopes. Preso pela Operação Lava Jato em Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, Cabral foi ouvido por videoconferência em audiência 8ª Vara de Fazenda Pública. Ele responde por uma ação popular que apura se houve excessos no uso de helicópteros durante o seu mandato.

Em julho de 2013, VEJA revelou detalhes das viagens que o então governador fazia em helicópteros do governo estadual. Ele costumava usar a aeronave oficial – um Agusta AW109 Grand New, que  mandou comprar por 15 milhões de reais em 2011 – para viajar com a mulher, os dois filhos, duas babás e o cachorrinho de estimação, Juquinha, para a mansão da família em Mangaratiba.

Às sextas-feiras, a aeronave levava todo mundo, menos Cabral. Aos sábados, era a vez dele. Aos domingos, o “helicóptero da alegria”, como chamavam os pilotos, fazia duas viagens, uma delas apelidada de “voo das babás”.

Durante a semana, o ex-governador usava o helicóptero todos os dias para ir trabalhar, ainda que fosse apenas 10 quilômetros a distância entre seu apartamento e o Palácio Guanabara – e de 7 a que separa o palácio do heliporto – em um voo de três minutos de duração.

À magistrada, o peemedebista também disse que convidados foram transportados no helicóptero oficial. “Pode ter havido casos excepcionais, mas não era rotina. Às vezes iam autoridades que iam despachar ou passar fim de semana comigo em Mangaratiba”, afirmou.

O ex-governador declarou que havia recomendação para o uso da aeronave por causa da segurança. “Chegavam denúncias e ameaças a mim e a minha família”, afirmou.

Ele também confirmou que já usou mais de um helicóptero oficial para o seu deslocamento e de seus familiares. “Tinha vezes que ficava até muito tarde no palácio, eventualmente, meus filhos e mulher iam antes e eu ia depois”, disse Cabral à juíza.

(com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Segurança do dinheiro roubado que ia a bordo.

    Curtir

  2. Não resta a menor dúvida que Sérgio Cabral é o Maior Bandido Da História do Brasil — Sérgio Cabral ou ( SERGINHO ) para seus amiguinhos da Imprensa Carioca quando se trata de Gangsterismo Mundial está abaixo apenas de Pablo Escobar — Al Capone e uma meia dúzia de Mafiosos Italianos e Americanos nas nenhum deles foi Debochado como SERGINHO — Se Sérgio Cabral ficar MENOS de 30 ANOS Fechado numa Cadeia é porque a lei não existe — Quando digo 30 anos de cadeia é porque a lei não permite mais que 30 anos, mas SÉRGIO CABRAL merece mesmo é PRISÂO Perpétua e Morrer na Cadeia — Nos EUA o MEGA VIGARISTA Bernard Madoff pegou 150 anos de Cadeia — Cabral se sair da cadeia tem que ser com 84 anos, porque ele tem 54 de Idade —

    Curtir

  3. Olivio Antonio dos Santos

    Não entendi!
    Medo de quem, se ele fazia parte da quadrilha?!…

    Curtir

  4. jose barbosa

    Um deslumbrado. Chega ao poder e mete os pés pelas mãos. Nada justifica um voo de 3 minutos. Se tinha medo de violência (nunca tivemos casos de agressão a governador por aqui) porque não ficava mais no Rio, em casa. Em vez de espetar a conta no cidadão. Resultado: faliu o Estado.

    Curtir