Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Um ano depois, ‘Passe Livre’ realiza protesto em SP

Marcha reúne 1.300 pessoas e bloqueia vias da cidade; data marca um ano da revogação do reajuste das tarifas de transporte

(Atualizado às 18h15)

Um ano depois da revogação do reajuste das tarifas de transporte público na cidade de São Paulo, o Movimento Passe Livre (MPL) promove uma marcha na tarde desta quinta-feira para “comemorar” a data. O grupo bloqueou faixas da Avenida Paulista, da Rebouças e segue pela Marginal Pinheiros até o Terminal Pinheiros de ônibus e a Estação Pinheiros do Metrô, na Zona Oeste.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 17h10, a marcha reuniu 1.300 manifestantes e interditou os dois sentidos da Avenida Rebouças. Minutos depois, vândalos mascarados se infiltraram e depredaram agências bancárias do Santander e do Citibank na Rebouças.

Em 19 de junho do ano passado, a prefeitura paulistana e o governo do Estado anunciaram a suspensão do aumento na tarifa de transporte após uma série de marchas que levaram milhares de pessoas às ruas. O protesto de hoje foi batizado de “tarifa zero”.

​O ato convocado pelo MPL nas redes sociais tem apoio de grupos adeptos do Black Bloc.​ Eles pretendem incendiar catracas antigas retiradas de ônibus. “A gente vai evitar o confronto a todo custo”, disse Marcelo Hotimisky, um dos organizadores. “A polícia sabe o roteiro, queremos muito fazer a nossa festa e parar a Marginal Pinheiros.”