Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UE desbloqueia 4 milhões de euros para preservação do campo Auschwitz-Birkenau

A Comissão europeia desbloqueou 4 milhões de euros para a preservação do antigo campo de extermínio nazista de Auschwitz-Birkenau (sul da Polônia), anunciou nesta quarta-feira a direção do museu.

O dinheiro provém do fundo “Europa para os cidadãos” e será transmitido como parte do projeto chamado “Auschwitz – a preservação da autenticidade – novos objetivos para os anos 2012-2015”.

Os recursos vão permitir acelerar alguns trabalhos de conservação, principalmente do sistema de segurança contra incêndio dos arquivos do museu, além da compra de aparelhos especializados para a conservação de objetos pessoais dos deportados, bem como a digitalização das informações sobre as vítimas.

“A ajuda europeia é um auxílio à parte, antes do estabelecimento definitivo do fundo perpétuo de 120 milhões de euros”, declarou o diretor do museu Piotr Cywinski, em comunicado transmitido à AFP.

Vários países prometeram participar desse financiamento, com a Alemanha concedendo 60 milhões de euros; a Polônia, 10 milhões; a Áustria, 6 milhões; os Estados Unidos, 15 milhões de dólares e a Grã-Bretanha, 2,5 milhões de libras.

De 1940 a 1945, cerca de 1,1 milhão de homens, mulheres e crianças, entre eles quase um milhão de judeus de vários países da Europa, ocupados pelos alemães, morreram no campo de Auschwitz-Birkenau, assassinados pelos nazistas.

O museu, criado pelo governo polonês em junho de 1947, abriga, hoje, milhares de objetos pessoais das vítimas, necessitando medidas urgentes de conservação.

O museu, visitado no ano passado por mais de um milhão de pessoas, estende-se por 200 hectares e compreende 155 prédios em mais ou menos bom estado e 300 em ruínas.