Clique e assine com até 92% de desconto

Turista portuguesa é baleada em assalto no Rio

Casal estava na Estrada do Sumaré. Morotista tentou escapar dos assaltantes, que dispararam

Por Da Redação 31 jan 2014, 11h10

Uma turista portuguesa foi baleada durante uma tentativa de assalto na Estrada do Sumaré, no Parque Nacional da Tijuca, na Zona Norte do Rio. O crime ocorreu por volta das 18h de quinta-feira. Rosa Maria Van Schothorst e seu marido, Jorge Manoel Ribeiro Carvalho, estavam num carro quando foram surpreendidos por uma falsa blitz montada por bandidos. Carvalho teve um ferimento superficial, causado por um disparo de raspão, e não precisou ser medicado, segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde.

O motorista tentou escapar de uma falsa blitz e os assaltantes abriram fogo. Rosa teve uma fratura no cotovelo ao ser baleada. Já Carvalho não foi atingido. A mulher foi levada para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, onde foi operada. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a mulher passa bem, mas ainda não há previsão de alta.

Uma viatura da Polícia Militar chegou a perseguir os criminosos, mas eles conseguiram fugir em direção à uma favela nas proximidades. O caso foi registrado na 7ª Delegacia de Polícia (Santa Teresa).

O crime ocorreu a cerca de dois quilômetros da residência oficial do arcebispo do Rio, cujo acesso é feito pela Estrada do Sumaré. A estrada percorre um trecho de mata fechada, onde praticamente não há casas ou comércio. Turistas e praticantes de esportes costumam usar a via para avistar a cidade de um ponto privilegiado. Com trilhas para fuga e saídas para favelas de Santa Teresa e do Rio Comprido, o local é considerado perigoso.

Leia também:

Acidente com BRT deixa 12 feridos na Barra da Tijuca

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade