Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Trote de medicina obriga calouras a jurar não recusar ‘tentativa de coito’

Imagens foram gravadas em recepção de calouras em universidade em Franca (SP); vídeo causou reação de entidades estudantis e OAB

Por Da Redação Atualizado em 7 fev 2019, 16h03 - Publicado em 6 fev 2019, 17h33

A cena em que calouras de Medicina da Universidade de Franca (Unifran), no interior de São Paulo, aparecem ajoelhadas em frente a um estudante do curso fazendo juramento de que nunca vão recusar “tentativa de coito” de um veterano provocou reações de entidades estudantis e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Em um dos trechos, as jovem, ajoelhadas, repetem a frase: “Juro solenemente, nunca recusar uma tentativa de coito de um veterano. Prometo nunca entregar o meu corpo a nenhum invejoso, burro, trouxa… da Odonto”. 

O trote provocou reações da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Em nota, a OAB, 13ª Subseção de Franca (SP) informa irá procurar as autoridades locais e a universidade sobre o caso que ocorreu na segunda-feira, 4. O Ministério Público instaurou um inquérito para investigar o episódio. “Repúdio a qualquer ato de violência física, moral ou psicológica perpetrados em face dos alunos recém admitidos”, reforçou a nota.

Continua após a publicidade

 

A Universidade de Franca (Unifran) se manifestou contrária ao ocorrido. “Atitudes como essa não constituem somente atos de preconceito, mas um ataque à própria universidade, uma violência à sua tradição e missão, motivo pelo qual os responsáveis pelos atos estão sendo identificados e serão penalizados, conforme previsto no Regimento Geral da UNIFRAN Art. 128, incisos III, VI, VIII e, em especial, o inciso V Penalidades de acordo com os artigos 132 e 133 (que podem ser de uma simples advertência até expulsão)”, destacou o posicionamento.

A Atlética Medicina Franca também divulgou nota condenando qualquer tipo de atitude de cunho discriminatório. A Atlética Educa Unifran (AAAPS) informa que repudia qualquer prática que viole a integridade física e moral de qualquer aluno seja ele calouro ou não.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)