Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Três PMs são assassinados em 24 horas no Rio

Nesta madrugada, um sargento foi atingido por mais de vinte tiros de fuzil

O sargento da Polícia Militar Alan de Souza Martins foi assassinado com mais de vinte tiros de fuzil, na madrugada desta quinta-feira, na Avenida Portugal, no bairro da Prata, Baixada Fluminense. A vítima era lotada na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro da Fazendinha, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro.

De acordo com informações do 39º Batalhão da PM (Belford Roxo), o sargento estava próximo de casa, e foi executado na frente do filho. Os assassinos, em uma moto e um carro, fugiram após o crime. O caso foi registrado na 54ª Delegacia de Polícia (Belford Roxo).

Este foi o terceiro caso de policial militar assassinado na Região Metropolitana do Rio em 24 horas. Na madrugada de quarta, o corpo do PM Leandro de Lima Nascimento, de 35 anos, foi encontrado na Rua Sargento de Milícias, Zona Norte do Rio.

Nascimento havia sido sequestrado às 22h, depois de sair da faculdade, na Baixada Fluminense. Ele integrava o Batalhão de Choque e estava à paisana, com a farda em uma mochila. O sequestro foi testemunhado pela mulher do PM e por um colega de farda que viu o crime, mas foi poupado pelos criminosos. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios (DH) da capital.

Leia também:

Casos de estupro crescem 9,4% no Rio de Janeiro

Ataques na Grande São Paulo deixam quatro mortos

PCC troca dívida de bandido por execução de policiais

Outro caso – No fim da noite de terça-feira, o cabo Anderson da Silva e Silva foi morto a tiros ao reagir a um assalto na Avenida Presidente Lincoln, nas imediações da sede da prefeitura de São João de Meriti, Baixada Fluminense. O crime aconteceu na frente da filha e da mulher do PM. Dois bandidos tentaram roubar o carro da vítima, que reagiu. Houve troca de tiros. Silva foi baleado e morreu no local.

Outro policial que passava pela praça viu a ação, abriu fogo contra os ladrões e foi baleado na barriga. Um dos criminosos também foi atingido por tiros e morreu no hospital. O comparsa fugiu a pé. O caso foi registrado na 64ª DP (São João de Meriti).

(Com Estadão Conteúdo)