Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Traficantes torturam suspeitos de assassinato de crianças em SP

As agressões ocorreram após os moradores da Favela da Lapena, na Zona Leste, onde as meninas foram encontradas, apontarem os homens como autores do crime

Dois homens foram torturados por traficantes na Favela da Lapena, na Zona Leste de São Paulo, nesta segunda-feira (16), após serem apontados como autores dos assassinatos de Adrielly Mel Severo e Beatriz Moreira dos Santos, de três anos, que estavam desaparecidas desde o mês passado e foram encontradas dentro de um furgão na última quinta-feira (12), em estado avançado de decomposição.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), os homens foram encaminhados ao Hospital Ermelino, onde foram medicados e em seguida receberam alta. De acordo com a pasta, foi registrado um Boletim de Ocorrência pelos crimes de tortura e associação criminosa.

O caso está sendo investigado pela equipe do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), que acompanhou a ocorrência desde o início e levou a dupla para prestar depoimento. Ambos negaram participação no crime.Um inquérito policial foi instaurado para investigar as agressões.

Justiça com as próprias mãos

Não é a primeira vez que o ‘tribunal das ruas’ julga, por conta própria, um suspeito. Há três anos, a dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, foi amarrada, espancada e torturada até a morte por um grupo de pessoas no Guarujá, na Baixada Santista.

O linchamento de Fabiane teria sido motivado por um boato em uma página de notícias no Facebook, que a acusava de ter sequestrado crianças para a realização de rituais de magia negra. Na época, a Polícia Militar afirmou que não havia nenhum indício de que Fabiane teria ligação com seitas religiosas ou grupos criminosos.