Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Traficantes de classe média alta são presos no Rio

Rapazes são suspeitos de vender drogas nos bairros de Laranjeiras, Flamengo e Catete. Polícia apreendeu entorpecentes, armas e dinheiro

Dez pessoas foram presas em uma operação contra traficantes que pertencem a famílias de classe média alta na Zona Sul do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira. A polícia apreendeu diversos tipos de drogas, material para empacotar, balança de precisão, armas e computadores nos bairros de Laranjeiras, Flamengo e Catete. Na casa de um dos detidos foram encontrados 27.000 reais em dinheiro. Na operação de busca e apreensão, foi apreendida farta quantidade de maconha, haxixe, LSD, skunk e outras drogas.

As investigações começaram há 10 meses enquanto o delegado Roberto Nunes, da 9ª Delegacia de Polícia (Catete), acompanhava as ações de um grupo de jovens de classe média alta que saía às ruas para espancar menores infratores. No início deste ano, um jovem negro de 15 anos foi preso nu a um poste no Flamengo com uma trava de bicicleta e outro adolescente, também negro, de 17 anos, teve mãos e pés amarrados em Botafogo. Os casos ficaram conhecidos como “justiçamento”.

Além das lesões corporais, os jovens também praticavam crimes como roubo e furto de automóveis, receptação, estupro, tentativa de homicídio, além de tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Leia também:

RJ faz operação contra facção suspeita de elo com PCC

“Nossas investigações comprovam que todos os envolvidos, em um total de 40, vão responder por associação para o tráfico e tráfico de drogas”, afirmou o delegado Nunes. Agora a polícia espera identificar outros integrantes da quadrilha. Ao todo, quarenta e quatro pessoas estão sendo investigadas pela Polícia Civil por tráfico e associação por tráfico de drogas.

Os detidos costumavam vender drogas na Praça São Salvador, no Flamengo, que fica em frente a um quartel do Corpo de Bombeiros. Eles compravam as drogas nos morros nos arredores da Zona Sul e revendiam nas ruas do bairros próximos.

(Com Estadão Conteúdo)