Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

TPI elege mulher de Gâmbia como promotora

Os países membro do Tribunal Penal Internacional (TPI) elegeram por unanimidade nesta segunda-feira Fatou Bensouda, da Gâmbia, como promotora do principal tribunal mundial sobre genocídios e crimes de guerra.

Bensouda sucederá no próximo ano, Luis Moreno-Ocampo, que acusou o ex-ditador líbio Muamar Kadhafi de crimes contra a humanidade.

A ex-chefe de governo da Gâmbia, Bensouda foi delegada de Moreno-Ocampo desde 2004. A nova promotora foi eleita por consenso entre os representantes dos 120 estados integrantes do TPI na sede da ONU.

Bensouda disse estar particularmente orgulhosa do respaldo que obteve dos países africanos.

“O continente africano mostrou mais uma vez seu compromisso a favor da justiça e do Tribunal”, disse depois de ser eleita e acrescentou que exercerá seu cargo de forma imparcial, representando todos os estados-parte.