Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Temporal deixa praias vazias na baixada santista

Por Da Redação 25 dez 2011, 17h16

Por Zuleide de Barros

Santos – Ao contrário do que ocorreu no decorrer da semana, quando o sol forte estimulava o banho de mar, poucos turistas se aventuraram a pegar uma praia hoje na baixada santista, já que o domingo de Natal amanheceu nublado e com chuvas esparsas. Mas o temporal, que caiu por volta das 16 horas, desestimulou de vez as pessoas a saírem de suas casas.

Nem os shoppings atraíram visitantes, mesmo para a eventual troca de presentes, que se torna comum nesta época do ano. Com menos de uma hora de chuva contínua, as ruas ficaram alagadas, principalmente as vias transversais à orla, entre os canais 5 e 6.

Até as poucas barracas da Feira de Arte (Feirarte), que foram armadas em frente ao Sesc Aparecida, não atraíram ninguém, para desânimo dos vendedores, que sempre chamam a atenção dos turistas com seus produtos artesanais.

Aquário

O único local que atrai muita gente quando chove é o Aquário Municipal de Santos, que sempre apresenta alguma novidade. É o segundo equipamento mais visitado do Estado de São Paulo, só perdendo para o Zoológico, da capital. E é de lá que veio o novo habitante do Aquário: um leão-marinho, criado em cativeiro.

Passado o período de quarentena, o animal marítimo, que está há um mês no local, já pode ser observado pelos visitantes. Por enquanto, o tratador do zoológico paulistano ainda o acompanha, sendo considerado o elo de ligação com sua nova moradia. É na hora da alimentação que o jovem leãozinho se exibe para o público, fazendo com que muita gente logo o associe com Macaé, o leão-marinho que morreu há alguns anos e deixou saudades nas crian��as, que se divertiam com suas exibições no antigo tanque, antes da reforma do espaço.

Continua após a publicidade
Publicidade