Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Taxistas protestam contra o Uber no Rio de Janeiro

Carreata começou por volta das 3 horas e paralisou o trânsito em avenidas importantes da cidade

Taxistas protestam contra o aplicativo Uber nesta sexta-feira paralisando o tráfego em vias importantes do Rio de Janeiro. O serviço de transporte privado de passageiros havia sido liberado pela Justiça em outubro do ano passado.

A manifestação começou por volta das 3 horas. Segundo o Centro de Operações do Rio de Janeiro, os motoristas de táxi saíram da Avenida Atlântica e se dirigiram a trechos da Linha Amarela, sentido Fundão; Avenida Atlântica, sentido Leme; Avenida General Justo, altura do aeroporto Santos Dumont; e Avenida Francisco Bicalho, sentido Centro. Os protestos estão sendo acompanhados pela Guarda Municipal, pela Polícia militar e pelo CET-Rio. Não há estimativa de quantos motoristas aderiram à carreata.

A Ponte Rio-Niterói também está com bloqueios, devido ao deslocamento de taxistas da Grande Niterói para o Rio de Janeiro. O tempo de travessia, que normalmente leva entre dez e 20 minutos, está demorando quase uma hora. Na Ilha do Governador, também há engarrafamento na Estrada do Galeão.

Os taxistas se queixam de “concorrência desleal” pelo Uber não estar sujeito aos mesmos encargos da categoria. “Estamos andando numa velocidade de 5 a 10 quilômetros por hora. O objetivo do nosso protesto é combater a pirataria”, disse o taxista André Luís Silva, que participa do protesto em Copacabana.

Leia também:

Mercado negro de alvarás: a real ameaça aos taxistas

(Da redação)