Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tarso oferece Força Nacional às eleições

A Justiça Eleitoral do Rio pode solicitar a atuação da Força Nacional de Segurança nas eleições, afirmou nesta segunda-feira o ministro da Justiça, Tarso Genro, ao sair de encontro do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci) em Brasília. Segundo o ministro, as tropas da Força não intervêm exclusivamente sob um pedido do governo do estado. Tarso disse ainda que a insegurança no Rio de Janeiro chegou à esfera político-eleitoral, circunstância que exige uma resposta rápida. “O combate ao crime organizado em certos lugares onde há ausência do estado é uma questão política chave, porque quando o crime se encontra com a política a situação fica mais complexa e mais difícil de resolver”, declarou.

Na semana passada, o ministro já havia anunciado que a PF está à disposição da Justiça Eleitoral para investigar possíveis interferências de traficantes e membros de milícias em campanhas cariocas. A declaração ocorreu após o presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados, Raul Jungmann, denunciar que pessoas estão sendo obrigadas pelos criminosos a votar em determinados candidatos. Para tentar resolver a questão, Raul Jungmann deve se reunir com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Ayres Brito, e com o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, ainda nesta segunda.