Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Situação melhora, mas atraso de vôos persiste

Por Da Redação 22 dez 2008, 10h43

Os principais aeroportos do país voltaram a registrar atrasos nos vôos na manhã desta segunda-feira. De acordo com a Infraero, estatal que administra as pistas, 117 dos 775 vôos programados entre 0h e 11h decolaram com mais de 30 minutos de atraso – o equivalente a 15% de todas as operações. Pouco antes das 11h30, segundo o último levantamento, 36 partidas permaneciam atrasadas (4,6%); 11 haviam sido canceladas (1,4%).

A companhia com o maior índice de atrasos no período foi a Gol. Até às 11h, 62 das 235 decolagens programadas da empresa atrasaram – 26,4% das operações. Pouco antes das 11h30, 22 saídas ainda apresentavam atrasos.

Cumbica – O maior número de problemas foi registrado no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Entre os 98 vôos previstos, 15 (15,3%) haviam atrasado entre 0h e 11h e dois haviam sido cancelados (2,7%). Pouco antes das 11h30, cinco (5,1%) tinham ultrapassado o horário de decolagem havia mais de meia hora.

Já no Galeão, no Rio de Janeiro, 15,7% das partidas haviam atrasado até às 11h, ou 11 das 70 operações previstas. Meia hora depois, apenas uma aeronave estava atrasada (1,4%). Não houve nenhum cancelamento.

Fim de semana – No início da noite de domingo, quase metade dos vôos da Gol registrava atrasos nos principais aeroportos do Brasil, segundo boletim divulgado pela Infraero. No sábado, o índice chegou a 40%.

Os atrasos voltaram a provocar temores de novo caos aéreo, justamente no momento em que entra em vigor a Operação Feliz 2009, lançada pela Infraero e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para reforçar a fiscalização e evitar transtornos nos aeroportos. O esquema vigora até o dia 7 de janeiro.

Continua após a publicidade
Publicidade