Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Secretaria de Trânsito começa a funcionar em Curitiba

Por Evandro Fadel, correspondente

Curitiba (AE) – A Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba (Setran) começou a funcionar hoje, com os servidores retomando a competência para multar os motoristas que cometem infrações, sobretudo o estacionamento em locais proibidos. Essa atividade, que era feita havia 14 anos pela Diretoria de Trânsito (Diretran), vinculada à Companhia de Urbanização de Curitiba (Urbs), havia sido suspensa há cerca de quatro meses pelo Tribunal de Justiça, em razão de a Urbs ser empresa de economia mista.

“Que cada um procure fazer a sua parte, os agentes procurando orientar a população e, em outros momentos, quando houver infração, penalizando o motorista infrator, e, por outro lado, espero que o motorista, através de campanhas educativas que vamos iniciar ao longo do ano, possa ter uma harmonia, uma convivência melhor no trânsito”, disse o prefeito Luciano Ducci (PSB). A secretaria tem como titular o advogado especialista em trânsito Marcelo Araújo.

Hoje mesmo, logo após a instalação formal da secretaria, os cerca de 400 servidores foram às ruas. Durante o período em que eles estavam vinculados à agora extinta Diretran podiam apenas orientar os motoristas infratores. O trabalho de fiscalização e multa estava concentrado no Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), da Polícia Militar, desde 21 de outubro. Como o BPTran tem menos homens disponíveis, o número de multas aplicadas em Curitiba teve queda de cerca de 80%.

A Setran terá orçamento de R$ 77 milhões, com prioridade na educação e no Sistema Integrado de Mobilidade (SIM), que pretende tornar mais inteligente o gerenciamento do trânsito, a princípio nos 25 quilômetros de ruas que integram o Anel Viário. “Até o final deste ano teremos grandes avanços na segurança e no ordenamento do trânsito da cidade”, garantiu Ducci. Um dos projetos é colocar painéis luminosos em pontos estratégicos para difundir informações.