Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

São Paulo: número de moradores de rua cresce 10% em quatro anos

Ruas da cidade abrigam 15.905 pessoas – a maioria, homens, segundo levantamento

As ruas da cidade de São Paulo abrigam 15.905 pessoas, segundo censo da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social divulgado nesta sexta-feira. O número representa uma alta de 10% em relação ao último levantamento, de 2011 – naquele ano, havia 14.478 moradores de rua na capital paulista.

O levantamento foi efetuado entre fevereiro e março deste ano, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A pesquisa indica que 82% desses moradores são homens – ou seja, 13.046. As mulheres somam 14,6%. Ainda de acordo com o levantamento, 36,6% dos moradores de rua têm entre 31 e 49 anos, enquanto 19,7% têm entre 50 e 64 anos.

A região da Sé, no centro da capital paulista, é a que mais recebe moradores de rua: são 3.864 pessoas. Localizado na Zona Leste, o bairro da Mooca vem em segundo lugar, com 842 desabrigados. “É um movimento natural porque é onde eles encontram meios de sobrevivência: comida e segurança”, explicou a secretária da pasta, Luciana Temer.

A prefeitura credita o aumento da população de rua ao crescimento da cidade de São Paulo. Para atender a esses moradores, há 71 centros de acolhimento na capital paulista, com cerca de 9.000 vagas.