Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Santos Dumont reabre para decolagens após queda de avião

Learjet da Ocean Air caiu com três tripulantes na Baía de Guanabara, ao tentar decolar da pista principal

O Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, está fechado para pouso desde as 9h30m, por causa da queda do Learjet bimotor PT-LXOH, da Ocean Air. O avião caiu na Baía de Guanabara após tentar decolar da pista principal do aeroporto. Os três tripulantes já foram resgatados, sem ferimentos graves. Eles partiam em direção do Aeroporto Internacional Tom Jobim para pegar os passageiros que fretaram o voo. O pneu traseiro do trem de pouso estourou e, logo em seguida, uma das turbinas parou, fazendo com que o avião rodasse e caísse na água virado para a pista.

Bombeiros estão usando caminhões e cabos de aço para içar o jato, que está parcialmente submerso perto da cabeceira da pista. O Corpo de Bombeiros trabalha com auxílio de duas lanchas da Capitania dos Portos e de uma embarcação da Aeronáutica. Técnicos já estão na pista fazendo perícia preliminar do acidente, que segundo eles não teve maiores consequências pela proximidade do mar. Num aeroporto como Congonhas, por exemplo, cercado de avenidas e edifícios, um acidente semelhante facilmente ganha proporções de tragédia.

Os voos que decolam de Congonhas estão sendo desviados para o Tom Jobim. Desde as 10h30, as decolagens da Ponte Aérea Rio-São Paulo foram liberadas pela pista auxiliar.