Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

RS tem alerta de risco ‘muito alto’ para inundações em 4 regiões na terça

Segundo o órgão, uma das bacias hidrográficas em situação crítica é a do Lago Guaíba, que já voltou a ultrapassar a marca de 5 metros nesta segunda

Por Da Redação Atualizado em 13 Maio 2024, 21h09 - Publicado em 13 Maio 2024, 20h41

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) emitiu alerta nesta segunda-feira, 13, de risco “muito alto” para inundações em quatro mesorregiões do Rio Grande do Sul nesta terça: Centro-Oriental, Nordeste, Sudeste Rio-Grandense e Metropolitana de Porto Alegre.

Segundo o órgão, uma das bacias hidrográficas em situação crítica é a do Lago Guaíba, “que receberá toda água que se desloca pelas Bacias dos Rios Jacuí, Taquari-Antas, Caí, Sinos e Gravataí, todas com níveis acima da cota de transbordamento em elevação no médio e baixo curso das bacias hidrográficas citadas, agravando muito a situação da cidade de Porto Alegre”.

O Guaíba voltou a ultrapassar nesta segunda a marca dos 5 metros. Segundo monitoramento da Agência Nacional de Águas (ANA), por volta das 20h o volume chegou a 5,09 metros.

A outra bacia em situação crítica é a do Rio Camaquã. “Os níveis estão elevados devido ao deflúvio proveniente do Lago Guaíba para a Lagoa dos Patos e aos ventos intensos de sul, agravando a condição hidrológica em todos os municípios às margens da Lagoa dos Patos, na região sudeste do estado”, diz o comunicado.

Continua após a publicidade

O risco de inundação é moderado nas mesorregiões Sudoeste e Centro Ocidental Rio-Grandense, por causa da cheia do rio Uruguai, que está acima da cota de transbordamento e em vazante nos municípios de São Borja, Itaqui e Uruguaiana.

Deslizamentos

O Cemaden indicou risco moderado de movimentos de massa nas mesorregiões “Nordeste e Centro-Oriental do Rio Grande do Sul e na Região Metropolitana de Porto Alegre, principalmente na Serra Gaúcha, bem como no Sul do estado de Santa Catarina, devido aos elevados acumulados registrados ao longo da última semana. Neste cenário, há possibilidade de deslizamentos de terra pontuais, especialmente deslizamentos em encostas urbanas, ‘quedas de barreira’ à margem de estradas e rodovias, e reativação dos deslizamentos já registrados”.

Balanço da Defesa Civil

Desde o início das enchentes, o estado contabiliza 147 mortos, 127 desaparecidos e 806 feridos, de acordo com o balanço divulgado pela Defesa Civil às 18h desta segunda. A tragédia afetou de alguma forma mais de 2,1 milhões de pessoas e 450 municípios, o que corresponde a 90% do total de cidades gaúchas (497). Mais de 615 mil pessoas estão fora de casa, dentre as quais 77.405 estão em abrigos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.